Medidas econômicas contra o COVID-19

Anúncio das medidas econômicas, que preveem injeção de R$ 147,3 bilhões na economia, foi realizado dia 16/03/2020 pelo ministro Paulo Guedes. Pacote de medidas econômicas amplia crédito as micros e pequenas empresas.

Nesse artigo vamos esclarecer a vocês as medidas econômicas anunciadas nessa semana pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. As medidas econômicas propostas pelo governo no Simples Nacional, pretendem minimizar os impactos e efeitos econômicos da pandemia do coronavírus nas micro e pequenas empresas

A proposta para as micros e pequenas empresas pelo Governo Federal, vai realizar um adiamento dos pagamentos do FGTS e do simples nacional por 3 meses. De antemão, você precisa saber que o imposto do Simples Nacional, será de parte dele que se destina a união, ou seja, somente dos impostos federais. Quando o governo fala em parte da união ele exclui a parcela que se deve aos estados e municípios que é o ISS e ICMS, onde estes impostos continuarão a ser recolhidos.

Para quem está passando um momento difícil com o seu faturamento ou fluxo de caixa, vale a pena entrar em contato com o seu banco, pois o governo liberou uma linha de crédito de R$ 5 Bilhões de Reais pelo PROGER mantido com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhado (FAT) para as micro e pequenas empresas.

Novas datas e períodos para pagamento com a medida econômica

A receita federal divulgou que os pagamentos do simples nacional que venceria no dia 20/04/2020  ficará prorrogado para 20/10/2020. Do mesmo modo, o simples nacional que venceria no dia 20/05/2020 ficará prorrogado para 20/11/2020. E logo depois, o simples nacional que venceria no dia 22/06/2020 ficará prorrogado para 20/12/2020.

VENDAS

Antes de tomar atitudes, é preciso entender e aceitar que seu negócio será afetado, direta ou diretamente, pelos efeitos econômicos do Coronavírus. Seja pela diminuição das vendas, pelo trabalho remoto da equipe ou por demandas diferenciadas dos seus clientes. 

Estamos em um momento de retração. Desta forma, é como se seu negócio entrasse em um casulo e consumisse a menor quantidade de recursos possível, para que assim possa ter energia suficiente para expandir pós-crise.

A primeira pergunta que você deve fazer é: o quanto o seu caixa será afetado?

Primeiro reveja sua meta de vendas e adote o pior cenário, não quer dizer que neste tempo de Coronavírus você vai vender zero, no entanto, você pode adotar um novo formato para oferecer diferenciais de produtos e serviços para seus clientes.

DESPESAS

Um dos maiores custos das pequenas empresas são a folha de pagamento, portanto estude formas de reduzir a jornada dos seus funcionários e dê preferencia ao trabalho home office (de forma que reduza as despesas com vale-transporte e vale-alimentação).

CAPITAL DE GIRO

Se sua empresa está apresentando dificuldades com faturamento ou fluxo de caixa, vale a pena entrar em contato com o seu banco. Desde já na medida provisoria está decretado que o governo liberou uma linha de crédito de R$ 5 Bilhões de Reais pelo PROGER. O PROGER é mantido com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhado (FAT) para as micros e pequenas empresas.

Renegocie prazos com seus fornecedores, atente-se a postergação dos pagamentos dos impostos diminua sua retirada. Mas, se empréstimos bancários forem necessários, dê preferencia as fontes de longo prazo e fuja do cheque especial e cartões de crédito e outros créditos imediatos.

APOIO 

As micros e pequenas empresas já estão sofrendo com os impactos econômicos do Coronavírus, porque a sua grande maioria são comerciantes. Diante esse cenário, nós seremos seu aliado para entender o atual cenário da sua empresa, avaliar os riscos que ela corre e tomar um direcionamento correto.

Mais informações sobre a medida econômica

No portal de notícias do Ministério da Saúde você encontra mais informações sobre o decreto dessa semana.
http://www.economia.gov.br/noticias/2020/marco/ministerio-da-economia-anuncia-medidas-para-diminuir-o-impacto-do-coronavirus-no-pais

Estamos a disposição para com você montar um plano de ação para a manutenção da sua empresa para os próximos meses. Deixe sua mensagem para gente. Assista esse conteúdo no nosso canal do Youtube.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *